Carlos Henrique Nery Costa esclarece dúvidas sobre Ebola. E ainda: Alunos do Didácio Silva editam revista em quadrinhos

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Uma doença tem deixado o mundo em pânico. Imagine um vírus que pode infectar seres humanos pelo contato com sangue e fluidos corporais, como sêmen, saliva, lágrimas, suor, urina e fezes. Não é a primeira vez que ele surge. O ebola já teve surtos em países da África em 1995, 2000, 2007, mas foram controlados. O surto de 2014 atinge Guiné, Serra Leoa e Libéria e já há casos confirmados na Nigéria. A OMS determinou estado de “emergência sanitária mundial” com o objetivo de conter o vírus e barrar surto de ebola, o maior de que se tem conhecimento até agora. Quase 5 mil pessoas já morreram.

IMG_8833

Conhecido pela comunidade cientifica desde o final da década de 70, o supervírus detém taxas de mortalidade altíssimas. Mas o que é? Como se pega? Quais as chances reais de sobreviver? Porque devemos temer que essa doença se espalhasse pelo mundo? O Brasil está preparado para enfrentar algo nessa proporção?

Para responder essas e outras questões, um dos infectologistas mais requisitados do Brasil e da América Latina, o Doutor em Saúde Pública Tropical, médico Carlos Henrique Nery Costa.

IMG_8842

Na platéia, os alunos do Centro de Ensino Médio de Tempo Integral (CEMTI) Didácio Silva que em parceria com o Núcleo de Quadrinhos do Piauí lançaram a revista em quadrinhos “O Imortal”, baseada na obra de Machado de Assis.

IMG_8857

CompartilheShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Comentários estão Fechados.