Veja o que mudou na experiência do cliente ao fazer turismo

LEO MARQUES: Nascido no Ceará, empresário nos segmentos da hotelaria, gastronomia, consultoria e treinamentos. Mais de 10 anos de atuação no mercado, com passagem por empresas multinacionais, nacionais e locais, sempre atuando na gestão de serviços, marketing e vendas. Especialista em Experiência do Cliente , com certificação internacional em Orlando (Estados Unidos), com vivências na Apple e Disney. Desenvolvedor de estratégias de neuromarketing em suas consultorias e professor convidado de Pós-Graduação. Bacharel pela Universidade Federal do Maranhão em Hotelaria, Pós-graduado com Especialização em Gestão e Consultoria Empresarial em Curitiba e com MBA em Marketing e Vendas em São Paulo. Atualmente diretor comercial e de experiência do cliente na All Hotelaria (administradora hoteleira) e CEO do Grupo Quitandinha (segmento gastronômico). Atualmente é especialista e atua também em gestão de serviços hoteleiros como consultor de alto padrão (segmento “premium” e luxo).

DOIS ANOS DE ESPERA E EUFORIA NO TURISMO
Os dois anos de espera, com férias e encontros familiares postergados, sonhos desfeitos e milhas acumuladas, parecem ter chegado ao fim. Em 2022, enquanto os índices de vacinação contra a Covid-19 cresciam no Brasil e no mundo, as restrições sanitárias foram sendo retiradas uma a uma, e assim a humanidade ergueu sólidas trincheiras na dura batalha contra a pandemia. Isso, claro, trouxe novo alento para o turismo, e o que se vê agora é uma euforia contagiante no setor. Os aeroportos estão lotados — e por consequência há uma pitada de caos em vários terminais da Europa e dos Estados Unidos —, hotéis não têm vagas, atrações recebem filas que dobram quarteirões. O planeta, enfim, respira aliviado, o que tem inspirado milhões de pessoas a conhecer e desfrutar lugares diferentes.

 

Seja o Primeiro a Comentar